25 de junho de 2012

Társio-ocidental

   Este prossímio asiático, de hábitos nocturnos e longa cauda, é pequeno e tem um corpo compacto. Principalmente arborícola, o társio-ocidental tem dedos alongados, e os pés têm almofadas e garras afiadas para uma boa aderência aos ramos. Consegue virar a cabeça de modo a ver para trás e detectar predadores ou presas com os olhos enormes e o ouvido apurado. A dieta consiste basicamente em insectos.
   Detectada a vítima, aproxima-se lentamente e depois salta sobre ela e captura-a com as patas anteriores. A fêmea tem uma única cria após i, período de gestação de cerca de 180 dias. De início a crie é transportada pela progenitora, mas depressa aprende a agarrar-se aos pêlos da mãe.
   

Fonte: BURNIE, D., Grande enciclopédia animal, Civilização, Porto, 2002.

5 comentários:

Kishikiari disse...

que fofinho

backtodecember disse...

concordo plenamente, ontem também vi no mesmo canal e não gostei, e também não tinha ouvido falar muito bem do filme... está muito extravagante :s
e sobre a tua publicação, é mesmo fofinho! *
sigo*

Fifi disse...

Também gostei bastante do blog, acho interessante :)

Boa semana *

*C*inderela disse...

esses olhos metem medo, eheheh.

Bjokas

O Sexo e a Idade disse...

O bichinho não tem culpa mas os olhos metem-me medo...

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...